Logos (2012)



Márcio Paranhos

Apoios/Support
Universidade do Minho
LCD – Laboratório de Criação Digital

Projecto desenvolvido como Tese de Mestrado em Tecnologias e Arte Digital da Universidade do Minho
Project developed as a Master Thesis in Digital Art at University of Minho

Presentation of the project, exhibited during the Semibreve festival, in Braga.

Agradecimentos/Aknowlegdments
Cládia Paranhos, Daniel Paranhos, Graça Machado, Lucilia Campos e Teresa Silva

[PT] “Logos” é a palavra utilizada por Héraclito, filosofo grego pré-Socrático, definindo o principio cósmico que confere ordem e racionalidade ao mundo. Para Héraclito, o Universo encontra-se em constante fluxo, em mudança constante, sendo a realidade apenas uma mera sucessão de estados temporários.
Numa abordagem física, “Logos” é representado por uma escultura de luz que irá reagir aos diferentes estímulos que o espaço impõe. Num espaço minimal e repleto de incerteza, os elementos dialogam entre si na procura de compreender o espaço e estender o fluxo constante na percepção do observador, que se compreende como um elemento fulcral do momento.

[EN] “Logos” is the word used by a pre-Socratic Greek philosopher named Heraclitus, defining the principle which gives the cosmic order and rationality to the world. For Heraclitus, the universe is in constant flux, constantly changing, making the reality a merely succession of temporary states.
In a physical approach, “Logos” is represented by a light sculpture that will react to different elements of the space. In a minimal space and filled with uncertainty, the elements interact with each other, seeking to understand the scope and extend the constant flow in the viewer’s perception, which is understood as a key element of the moment.